Destaque

Primeiro post

Este é o resumo do post.

Anúncios

 

Blog criado com o intuito de opinar sobre diversos assuntos pertinentes a atualidade, nada do que será escrito aqui terá o propósito de ofender, denegrir, caluniar ou causar desconforto a outrem. 

Desde criança a magia que oferece as palavras sempre me encantou, afinal de contas é na comunicação que a gente se entende. Nesse espaço você vai ler sobre assuntos variados, podendo sempre ter a noção de que se trata de opinião particular. A necessidade de expressar meu ponto de vista, sentimentos ou contar histórias, me fez tomar a iniciativa dessa nova empreitada. Amo escrever e espero que vocês gostem das postagens que seguirão nesta página.

 

Prepotência leva à ruína

bigstock-Angry-businessman-shouting-to-166909166-1180x472

Pessoas prepotentes são o tipo de gente que transmitem alguns requisitos, que na maioria das vezes são perceptíveis por todos ao seu redor, menos por ele mesmo.

Estudando o comportamento de alguns exemplos, pude perceber e listar algumas atitudes que definem esse tipo de personalidade. Frases comuns de uma pessoa prepotente começam com: faça isso ou aquilo; vá; eu quero que; escute aqui; olhe aqui;  são indivíduos antissociais que vivem com a expressão sisuda e gostam de delegar tarefas, o que nem sempre é sua função. Desconhece o início de um pedido e sentem se confortáveis dando ordens. 

Esse tipo reclama dos outros, deixando de admitir a própria culpa por não ter executado tarefas descomplicadas que a ele caberia sem nenhum problema. Mas a pessoa prepotente não admite suas falhas e limitações. Costumam dá desculpas, eximindo a si ou seu grupo de algum tipo de colaboração alheia.

Falham na comunicação entre faixas etárias e tem extrema dificuldade de lidar com isso. Reporta se a todos por igual, não assimilam as diferenças e limitações das demais pessoas, tratando todos como meros incompetentes. Esquecem até, como tratar uma criança; por exemplo. E não conhecem o poder da comunicação, preferem usar a imposição.

Esses tipos não conseguem ser carismáticos, muito pelo contrário. Procuram demonstrar competência apenas naquilo ou em alguém que lhes beneficiam de alguma forma. São seres de dupla face, tomam atitudes divergentes de acordo com a situação.  Dessa forma, tornam se sujeitos intolerantes e não são respeitados. As pessoas acabam “tolerando” seu comportamento por medo e não por respeito. 

É comum ao prepotente fazer o outro sentir se menor, usando de estratégias ameaçadoras que fazem muitos desistirem da sua chefia, convivência ou companhia; desmotivando-os. E quando isso acontece, a culpa foi da própria pessoa, que de acordo com a visão do prepotente, não foi capaz de executar tarefas ou missão que lhe foi apresentada. 

Infelizmente, eles vivem no nosso meio. A sociedade está cada vez mais cheia de gente que se acha auto suficiente e cada vez mais independente. Os encontramos na faculdade, no trabalho e até mesmo dentro da igreja. Bem, esse ultimo lugar não deveria ser abrigo de gente assim!

Nem toda vez que alguém com essas características estão à frente de algum grupo, podem ser considerados líderes. Já que a tirania está presente na sua personalidade, embora jamais admitam. São territorialistas, incapazes de respeitar o espaço do outro. 

Não espalham amor, preferem optar pelo terror. Causar medo no outro o faz pensar ser importante. Autoafirmação é o que sempre buscam e os sentimentos alheios estão sempre ligados a fragilidade. Quando não conseguem o que querem, fazem com que outras pessoas o façam, desde que o objetivo final reflita seu “poder.”

A Bíblia fala que a voz branda acalma o furor. Então porque muita gente despreza um por favor do seu vocabulário!? 

Cuidado com o que plantamos, cuidado com o tipo de sentimento que despertamos nos outros, cuidado com a vira volta que a vida dá. A sua prepotência pode levá-lo à ruína!

 

 

Feminista? -Não. Feminina.

IMG_20170901_143411693O movimento feminista tem se espalhado por todo mundo, atraindo mulheres que na maioria das vezes nem sabem porque estão militando.

Constatei isso quando precisei fazer uma pesquisa sobre o tema e algumas se negaram em falar, usando desculpas esfarrapadas de que “não eram esse tipo de feminista”.

Tá, tudo bem que existem várias vertentes do feminismo, mas penso que se a gente defende uma causa, seja ela qual for, é porque de fato aquilo nos representa.

Mas, e então, o que é o feminismo? O que querem as mulheres que saem ás ruas gritando palavras de ordem, sustentando cartazes com frases de efeito e convocando às outras a lutarem?

O movimento prega a ideia de que os papéis e os direitos entre homens e mulheres devem ser iguais; mais que isso, dizem que o lugar da mulher é onde ela quiser.  Será?

Pare para pensar: Existem grupos de feministas que simplesmente não aceitam o fato de uma mulher escolher casar, ser a dona do lar; não aceitam aquelas que escolhem ser mães e criar os filhos, ou aquelas que por opção não se interessaram em ter um emprego.

Então, isso não é uma contradição grotesca?

Porque se mulheres podem estar onde quiserem, também podem escolher sem que isso seja imposto por outras.

Na realidade, o feminismo quer derrubar padrões construídos por nosso Pai supremo. Deus, criou a família, criou as leis da família e ainda nos deixou instruções como devemos nos portar como mulheres, como homens e como filhos. Está tudo na bíblia, agora, se tem gente que não aceita é outra coisa! Usam justamente esses movimentos pelo fato de não concordar, e eles tem direito a isso. Mas não tem o direito de definir e induzir os outros pensarem e agirem igual.

O tipo de ativismo que as mulheres feministas defendem é uma atitude totalmente contrária ao que Deus quer para cada uma de nós.

Feministas se defendem afirmando que não seguem padrões, mas isso não é verdade. Todo grupo social, como os tatuados, os góticos, os esportistas, tem um jeito particular de se vestirem; de se comunicar e de socializar. Um gótico não vai procurar amizade com um fã de Beethoven, por exemplo. Pode acontecer, mas é estranho!

Acredito que direitos devem ser iguais para todo cidadão, se homem, criança ou mulher. O lugar de cada ser humano é onde Deus permite que este esteja, o centro da vontade D’ele é o lugar mais seguro e confiável que qualquer pessoa se sente cuidado e protegido.

Se todas as mulheres descobrissem e soubessem de fato, qual é o seu papel, tudo seria mais agradável.

Enquanto elas não descobrirem para que foram criadas e os homens não souberem respeitar esse propósito, viveremos nessa constante guerra dos sexos que não passa de uma estratégia maligna para afastar nos uns dos outros.

 

Somos substituíveis

 

como-surgiu-aperto-de-maos-tricurioso-710x434

Não enganemo nos pensando que não somos substituíveis, quero te alertar dizendo que  podemos ser trocados em qualquer momento. Não se acomode pensando ser alguém especial nas funções que executa, faça as com dignidade, competência e coerência; porém não esqueça que existem outras pessoas com ou mais capacidade que a gente.

Alguns de nós, muitas vezes acham se donos de determinado território, sentindo se violados quando outras pessoas são convocadas para executar as mesmas tarefas que estamos acostumados. Isso não é bom! Devemos ter espírito de união e não de competição.  

Infelizmente vemos isso no nosso dia a dia, as pessoas cada vez mais são induzidas a mostrar um potencial que nem sempre faz bem ao conjunto. Não precisamos estampar na nossa testa nossas capacidades, são as nossas atitudes quem nos apresenta. 

Acredito que em se tratando de um grupo, seja na faculdade, na empresa, na igreja… Todos nós somos úteis naquilo que nos propomos fazer em benefício de um todo, sem contar que frear ou impedir que nosso companheiro mostre suas qualidades, é no mínimo uma atitude mal educada e bastante egoísta.

Resiliência é a palavra da atualidade, então vamos mostrar nas atitudes a palavra que foi impregnada nos lábios.

Onde você está investindo seu dinheiro?

 

af8907a0-144c-4a53-9739-adb9c71182a3

Esse assunto não é sobre economia, é sobre dízimos e ofertas.

Particularmente não preciso me indispor com as pessoas sobre isso, ninguém nunca chegou diretamente para me criticar pelo fato de concordar com esse ato de fé. Mas se ocorrer um dia, já poderão ler aqui o que penso sobre o assunto.

Fico prestando atenção em algumas pessoas e comentários enfurecidos sobre porque um cristão dá a décima parte do seu salário para uma igreja. Vou perguntar aqui e isso não ofende: Por que quando gasta se dinheiro com bebidas, drogas e prostituição ninguém questiona?   Quando oferecem sacrifícios aos guias dão dinheiro, muito dinheiro em troca de um possível favorecimento espiritual e ninguém questiona? Por que outras religiões precisam do dinheiro e a igreja evangélica ou católica não? Por que as pessoas se importam tanto onde a gente investe?

Tudo nessa vida necessita de investimento, inclusive o financeiro. Assim como outras instituições, a igreja não tem uma fonte inesgotável de cédulas plantada no seu interior. Se alguém realmente é cristão e se importa com a expansão do evangelho, sente amor pelas almas e quer cultuar a Deus num ambiente confortável, tem que investir nos dízimos e nas ofertas. Do contrário é apenas mais um espectador e está no meio cristão, porém não faz parte dele e não crer que Deus é o provedor das nossas necessidades, não pelo fato de a gente ser fiel nos dízimos e ofertas. Ele não precisa do nosso dinheiro, porém quando obedecemos sua palavra tudo mais na nossa vida é acrescentado por sua misericórdia e não por nosso merecimento.

Não é de surpreender que pessoas cristãs que não seguem o mandamento bíblico vivem atoladas em dívidas, tendo vidas medíocres em que nada prospera e tudo que fazem é consertar o que sempre dá errado. Aliás, usam a desculpa do se sobrar, se der certo, se conseguir eu pago. Como se o dinheiro devolvido à casa do Senhor fosse uma barganha ou uma forma de chantagear Deus.

Missões, assistência social, cuidado com as viúvas, casas de repouso e recuperação de viciados, salários de funcionários, contas de luz, água e telefone. O básico, como você acha que as igrejas pagam isso? Será que o governo ajuda como muito leigo pensa? A muitos preferem investir o dinheiro estragando a saúde, promovendo o tráfico de drogas e por aí vai a lista. Mas aos sensatos, inteligente mesmo é investir em algo que nos foi ordenado por Jesus. -Ide e pregai o evangelho a toda criatura.

É a bíblia que fala sobre dízimos e ofertas, mas se alguém não dá crédito a palavra de Deus, é direito de cada um. Porém, não lhes dá o direito de ofender e tentar menosprezar quem as segue e pratica. O que um Pastor faz com o dinheiro que lhe é entregue para a obra do Senhor, é problema dele. Pois cada um de nós dará conta a Deus por nossas ações! Por falta de sabedoria e instrução, muito líder de “igreja” faz uso indevido dos lucros investidos. Conduzem tudo de todo jeito, não tem um planejamento, não tem disciplina com as finanças, não contratam nem se quer um profissional para cuidar da tesouraria e depois ficam se perguntando o que há de errado.

Infelizmente tem gente tomando conta de gente, quando na verdade precisam ser cuidados. Líderes que sendo cristãos casaram se com pessoas não convertidas, desobedecendo o que diz as escrituras sobre o julgo desigual. Líderes que levam as ofertas para suas casas e onde administram sem critério e sem sabedoria. Líderes que abrem “templos” achando que a obra de Deus se faz de qualquer jeito… Qualquer cubículo, beco, puxadinho onde couber dez cadeiras de plástico e um som de péssima qualidade com um microfone onde der para berrar, já consideram suficiente para fazer um lugar para o “povo de Deus”. Lamentavelmente, muitos estão conformados com essa atitude medíocre. Fazendo um trabalho pobre, sem histórico e relaxadamente apenas para se sentir donos de algo, como se um ministério surgisse do vento, assim de uma hora para outra.

Muitos deixam de observar e de conhecer onde estão congregando pelo simples comodismo de não se importar com a ordem e a decência de uma boa administração. Não padeça por falta de conhecimento, leia a bíblia, se informe e pesquise. Não se acomode com migalhas, Deus nos criou para viver a vida com intensidade, a misericórdia D’ele nas nossas vidas é o combustível que nos fortalece a cada amanhecer.

Meu dinheiro vai para onde eu quero. Dessa vida não se leva nada e para onde nosso corpo vai, existem vermes famintos por carne humana. Somos pó e ao pó voltaremos; use o que Deus te dá com alegria na sua obra. Seu carro, sua casa, suas roupas e seu dinheiro não entrarão junto com você no céu. Não seja apenas um cristão, torne se praticante do evangelho e imitador de Cristo.

Sobre templos e igrejas

 

hqdefault

Nas escrituras sagradas observamos algumas passagens que se referem aos templos e as igrejas. Muita gente, acostumadas com templos de porta de garagem, que são aqueles em que a gente vai dormir e no outro dia aparece do nada, uma “igreja” com um “Pastor” e meia dúzia de féis ou por não terem oportunidade de conhecer regiões do Brasil e do mundo onde os templos são padronizados, em que se tem uma organização administrativa e onde os arranjos para se chegar a um cargo não são aceitos, nem vistos com bons olhos; ou até mesmo, porque não se interessam em ler a bíblia. Abrem a boca muitas vezes para falar asneiras no que se refere ao fato de algumas igrejas se preocuparem em construir templos bonitos e grandiosos para que o povo possa adorar a Deus.

Quem se importa em conhecer como tudo isso começou vai lembrar do que está escrito lá em 1 Crônicas, partindo do capítulo 17. Quando o Rei Davi, inconformado em ver a Arca do Concerto de tenda em tenda, se prontificou em construir um lugar fixo com o intuito de proteger a arca para que não se desgastasse mais rapidamente devido tanta mudança de lugar. E também, pelo fato de habitar em uma casa de cedros, madeira de primeira qualidade, enquanto a arca vivia entre cortinas. Apesar de a igreja sermos nós, como está escrito lá em II Coríntios 6.16 o fato de a gente adorar a Deus e nos reunirmos em templos bonitos ou não, não afasta de nenhum de nós a comunhão com Ele, nem ofende sua honra. Em Efésios 2.21 podemos constatar que: no qual todo edifício é ajustado e cresce para tornar se um santuário santo no Senhor.

Estou dizendo que se o templo que você adora a Deus é humilde por falta de recursos, ou se o templo que você congrega é luxuoso porque esses mesmos recursos são em abundância, o que importa é se o seu culto e a sua adoração são realmente direcionados ao Senhor Jesus.

Portanto fico muito triste e decepcionada quando alguns “crísticos” (cristãos+críticos) se incomodam porque determinadas igrejas investem na modernização e conforto de templos. Por exemplo, quem conhece a região Nordeste do país sabe que as igrejas lá são referência nesse quesito, á fora denominações. O NE é referência em organização e administração no que diz respeito as coisas de Deus. Sim, porque templo em que cristãos se reúnem para prestar culto a Ele, Deus ali está.

Infelizmente nem todos lideres tem a oportunidade de ofertar um templo grande e bonito para adoração ao Senhor, mas se outros podem fazê-lo não faça papel de fariseu criticando quem pode ofertar um templo melhor. Aproveite seu tempo e seu vocabulário, junto com sua inteligência para melhorar cada vez mais o lugar onde o povo se reúne para congregar. O tempo que se gasta falando do outro, poderia ser usado em se olhar no espelho, refletir sobre o próprio comportamento diário e espalhar a união num mundo em que os próprios cristãos vivem desunidos. Deus nos ordenou: Amai uns aos outros, conforme Eu vos amei. E amar, significa respeitar. Diante de Deus, não importa qual o templo melhor, importa sim, que como igrejas nossas atitudes e ações sejam melhoradas todos os dias.

 

Sua aparência define seu bom gosto

Quando conhecemos nosso corpo, temos a possibilidade de escolher a roupa que não nos causará desconforto.

tipos-fisicos-das-mulheres-evangelicas

 

Não adianta, todo profissional por mais que tente ser discreto em um diagnóstico quando não está exercendo determinada função, sempre observa com olhar crítico no que diz respeito ao seu conhecimento.

Hoje meu olhar vai sobre o que é moda.

O que é moda? Basicamente é aquilo que virou tendência, ou até mesmo uma repetição de cores, estampas, combinações e formas renovadas de como se usa uma determinada peça. Tudo isso a gente percebe nas ruas e nas vitrines.

Mas meu comentário é sobre como o bom censo na forma de nos vestirmos faz toda diferença na apresentação da nossa imagem. Usar roupas que se adequem ao corpo e ao gosto pessoal não é tão simples quanto possa parecer, além da condição financeira essa atitude está relacionada com o espelho. Digo: Se a imagem no espelho te agrada, use. Se a imagem no espelho te incomoda, não use. A aparência conta sim, e não estou usando de demagogia quando digo que ela é importante.

Existem regras em tudo que vivenciamos e se você pensar um pouco sobre elas, verá que claramente são necessárias. Não é mesmo agradável ver uma pessoa gorda, como no meu caso, usando uma roupa excessivamente justa, marcando os excessos de pele de forma que parece até dificultar a respiração. Acredito que esse tipo de produção não faça alguém sentir se confortável. Assim como não é satisfatório alguém magro usando roupas que acentuem as curvas dos ossos causando desconforto visual, dando a impressão de que a qualquer momento tudo irá quebrar.

O que estou tentando dizer aqui é que não importa o valor que pagamos pelas roupas que usamos ou de como elas chegam até nossas mãos, mas importa sim que a gente se importe com a nossa boa aparência e que sejamos disseminadores do bom gosto. Ninguém pode negar que cruzar com alguém bem vestido, cheiroso e usando um vestuário totalmente adequado nos cause um belo conforto.

Equilíbrio é o truque mais fácil para obter combinações agradáveis na maneira de cada um se vestir; tanto para quem usa, quanto para quem o observa.

Não distorçam, aparência conta. Porém não é ela quem define caráter!